Being Erica – Seriado que se passa em Toronto

426344_10150656659002332_1952671428_n

Eu comecei a assistir Being Erica porque fiquei sabendo que era uma série que se passava em Toronto, e só por causa disso, não sabia nada sobre a estória da série.
Hoje, depois de ter assistido todas as 4 temporadas posso dizer que amei essa série de cabo a rabo.
Erica é uma moça que está passando por momentos muito difíceis na vida pessoal e profissional, ela então conhece Dr. Tom, um terapeuta que promete ajudá-la contanto que ela se comprometa a ir até o final da terapia.
Nessa terapia inusitada, Erica tem a oportunidade de voltar ao passado e corrigir seus erros e arrependimentos, e por falar em arrependimentos, ela tem uma lista deles.
Além da Erica, há vários outros personagens que me conquistaram, e o que eu acho mais legal na série é que os personagens não somem do nada, eles ficam na série da primeira até a última temporada, e a série também é constituída de vários núcleos da vida da Erica: sua família, amigos e colegas de trabalho. E todos os personagens são aprofundados durante a série, outra coisa que é muito raro de se ver em seriados com tantos personagens que nem esse.
Eu gosto de assistir séries que me ensinam coisas que eu posso aplicar na minha vida, e essa me ensinou algumas boas lições:

  • Você é as escolhas que você faz – essa frase é trabalhada na série no sentido oposto do pensamento clichê de que se sua vida não está boa a culpa é das suas más escolhas. Na verdade eles mostram que algumas decisões que nós tomamos, e depois nos arrependemos e pensamos o que teria sido se tivéssemos tomado outra decisão, foram a melhor decisão que nós podíamos tomar naquela circunstância, então você tem que acreditar que você fez a escolha certa, mesmo quando tudo indique o contrário.
  • No meio da dificuldade encontra-se a oportunidade (Albert Einstein) – esse é o meu ensinamento favorito da série, e o qual levarei pra vida toda, os momentos de mais dificuldade que nós passamos serão os momentos em que nós podemos encontrar uma oportunidade para mudar tudo aquilo que nos incomoda. É como se a dificuldade te tirasse da sua zona de conforto e te ajudasse a ver aquilo que realmente importa, aquilo que você quer fazer, as pessoas com que você quer gastar o seu tempo, e os riscos que você pode correr porque você não tem nada a perder, só a ganhar.
  • Esqueça seus arrependimentos do passado – todos nós temos muitos arrependimentos, nós nos arrependemos de coisas que nós dissemos e de coisas que nós não dissemos, de coisas que nós fizemos e de coisas que nós não fizemos, de pessoas que nós confiamos e não deveríamos ter confiado, de pessoas que deveríamos ter tratado bem e não tratamos… mas infelizmente nós não podemos voltar no tempo como a Erica e consertar tudo, então acima de tudo nós temos que entender porque nós cometemos esse erro, refletir em como nós podemos mudar, nos perdoar e seguir em frente, porque o passado não é possível de mudar, mas nós temos um presente cheio de oportunidades de fazermos coisas melhores, e os nossos erros servem de experiência para as nossas futuras escolhas.
  • Você não é responsável pela felicidade das outras pessoas – esse com certeza foi o maior ensinamento que a série me deu, porque muitas vezes na minha vida eu tentei fazer de tudo para agradar as pessoas que eu amava, e geralmente eu fazia algo que eu não queria ou podia fazer para ajudar aquela pessoa e mesmo assim não dava certo. A verdade é que cada um é responsável pela sua própria felicidade, nós não podemos nos responsabilizar pelos erros que as pessoas vão cometer, ou tentar proteger elas de escolhas que nós achamos que vão dar errado, nós temos que deixar elas viverem a vida delas com erros e acertos, e buscarem a própria felicidade. O nosso único papel é sempre estar lá para ajudar, aconselhar ou apenas ouvir, mas nunca “carregar a pessoa no colo”, ou tomar para si a responsabilidade de viver a vida dela.

Parece que a série é super profunda e séria, mas a verdade é que ela é bem leve, engraçada e foi gravada em vários pontos turísticos que já falei aqui no blog como: Casa Loma, Ilhas de Toronto, Distillery District e Universidade de Toronto.

Eu vi esse comentário sobre Being Erica, feito pela Vince Bacani no site da série no IMDb e achei tão parecido com o que eu penso da série que resolvi compartilhar com vocês:
“Being Erica é um daqueles seriados claramente orientados para o público “Sex and the City”: feminino, agradável de se olhar. Mas antes de você mudar de canal, você tem um vislumbre de Erin Karpluk no papel de Erica Strange, e você está viciado. Ela é tão natural, tão adorável – ela habita o personagem sem esforço. Ela pode ser melancólica sem ser chorona, insegura, mas não necessitada. Ela também é um camaleão virtual que pode se transformar em qualquer situação nas ‘viagens no tempo’ que ela faz no seriado.
A escrita é tão fresca e espirituosa. Outras séries canadenses têm uma tendência a ser muito realistas e mundanas, totalmente sem graça. Being Erica é engraçado sem tentar muito; o humor parece fluir para fora de situações e conversas normais, como acontece na vida real.
Toda a premissa do show é que o público fique torcendo por Erica e por suas pequenas vitórias em um mundo cruel. É o que fazemos.
Esta é uma jóia escondida de um show que precisa de uma platéia. Alguém deveria enviar uma fita do episódio bar mitzvah para Ellen ou Oprah. Se qualquer uma delas, visse isso, o show teria certamente uma audiência que poderia ajudar a garantir a sua sobrevivência.” ( Clique aqui para ver o texto original)

Eu sei que dá pra assistir a série online no Netflix do Canadá, não sei se dá no do Brasil, mas parece que a primeira temporada da série está sendo transmitida no Brasil pelo canal GNT, de segunda a sexta as 15h.

Se alguém já assistiu deixe nos comentários o que achou! :)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s