Como é voltar do intercâmbio?

5
Esses dias eu li uma reportagem na internet que falava sobre a síndrome do regresso que é “a depressão, dificuldade de se readaptar ou tristeza que abate o intercâmbista após o retorno ao país de origem”, na reportagem eles explicam porque é tão difícil se readaptar ao país de origem e também dão dicas para lidar com essa depressão pós-intercâmbio; nesse post eu vou falar sobre os tópicos que eles apresentam na reportagem, mas contando pela minha visão, de como tem sido esse meu primeiro mês de volta a terrinha.

Por que é difícil se readaptar?

Sensação de que perdeu o bonde – Nesse 1 ano e 4 meses que eu passei no Canadá, aqui no Brasil nasceram 4 bebês na minha família, eu que amo bebês não via a hora de conhecê-los, e desde que cheguei só conheci um que mora aqui em SP, os outros ainda não tive a oportunidade de conhecer, mas todos eles já estão grandinhos, então eu perdi uma parte dessa etapa tão gostosa. Outra coisa que eu fico impressionada, é como os shoppings mudam, eu fui em dois shoppings que eu costumava ir sempre aqui no Brasil, e falei pra minha mãe e irmão: “nossa, tá tudo diferente”, e pra eles estava tudo igual.
1
A falta da novidade – Quando nós vamos para outro país, tudo é novidade, eu até fiz uma lista das 15 coisas que eu fiz pela primeira vez no Canadá (para vê-la clique aqui), essa novidade torna nossa vida muito diferente, nós damos valor a coisas simples, por exemplo era só eu ver um esquilo que eu tinha que tentar de todas as formas tirar uma foto dele, ou quando nevava eu ficava toda besta, ir no culto em inglês, todas essas coisas eram novidades diárias, e quando você volta pro seu país de origem a falta dessas novidades te deixa entediado muitas vezes.
2“Voltei a ser comum” – Esse eu acho que é o mais difícil de todos pra os intercâmbistas, porque quando nós estamos no exterior, nós somos novidade lá, as pessoas que nos conhecem ao ouvir que somos brasileiros nos perguntam sobre o Brasil, sobre a saudade da família, a nossa comida, o futebol, etc. E isso te faz se sentir especial. Ao mesmo tempo, nosssa família e amigos, nos mandam mensagens, dizem que estão com saudades, perguntam um monte de coisa sobre o Canadá, comentam nossas fotos no Facebook, e isso também nos faz sentir super especiais. E aí quando voltamos, depois que todo mundo te viu, e te perguntou sobre a viagem, aos poucos é normal as coisas voltarem a ser como eram antes, e você não é mais especial, pobrezinho! hahaha

Dicas para lidar com a depressão pós-intercâmbio

A reportagem fez uma lista de dicas para lidar com a depressão pós-intercâmbio, algumas delas servem para mim, outras não, e vou explicar por que.

Veja filmes que passam na cidade – Essa dica não serve pra mim, se eu vejo filme/reportagem/ ou até um vídeo pessoal que eu fiz em Toronto, meu coração dá aquele aperto, aquela saudade que dá vontade de fazer as malas e voltar haha Acho que mais pra frente vou saber lidar melhor com isso, espero que seja logo porque em algumas semanas começam os Jogos Pan-Americanos em Toronto, haja coração!

Leia livros que a história passe na cidade – Eu não conheço um livro que o enredo da história seja em Toronto, mas eu leio muitos blogs de brasileiros que vivem em Toronto, leio notícias de sites canadenses que falam sobre Toronto, e leio também os posts aqui do blog que eu escrevi lá, e isso me ajuda bastante a matar as saudades, porque me mostra quantas coisas legais que eu vivi lá, e quantas coisas legais continuam acontecendo lá.

Compartilhe suas experiências – Isso me ajuda muito, seja compartilhando aqui no blog, seja com amigos e familiares, é muito bom contar para as pessoas as nossas experiências.

Torne-se um turista na sua cidade e no seu Estado – 
Nem preciso falar que eu tenho feito muito isso, né? Esse é o tópico que eu mais faço e que mais me ajuda, porque enche minha vida de novidades e me fez amar o lugar que estou vivendo agora.
5
Agora uma dica minha, que não estava na reportagem.

Dica da Gabi: Olhe pelo lado bom –  Sim, você não está mais no intercâmbio, não tem tantas novidades, não é mais alguém especial haha Mas, você tem a oportunidade de estar perto da sua família, de ter seus pais ao seu lado, de ir nos aniversários dos seus parentes e amigos, de vê-los sempre, de comer a comidinha brasileira, e de usar tudo aquilo que você aprendeu de legal no seu intercâmbio aqui!
Quando eu fui me despedir de uma professora muito querida, 2 dias antes de voltar para o Brasil, ela me disse o seguinte:
Se você estivesse feliz de ir embora do Canadá, eu ia ficar preocupada. E se você tivesse triste de voltar pro Brasil eu ia ficar preocupada. Mas como você está triste de deixar o Canadá, e feliz de voltar pro Brasil, está tudo bem.”
E eu concordo com ela, essa saudade, tristeza e até depressão que dá de voltar do intercâmbio significa uma coisa: foi bom! Então vale super a pena sentir tudo isso.
Mas quando eu estava lá eu estava feliz de voltar pra cá, pela saudade das pessoas que eu amo, dos lugares que eu amo, da comida que eu amo, da universidade que eu estudo, então eu não posso me esquecer disso.
Eu nunca vou ter os dois, ou eu tenho o Brasil, ou eu tenho o Canadá, mas não importa aonde eu estiver eu quero fazer desse lugar, o melhor lugar do mundo! <3

Para ler a reportagem que eu citei, clique aqui.
Se você já passou ou está passando por isso, deixe nos comentários como lidou ou tem lidado com a situação.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Como é voltar do intercâmbio?

  1. Amei esse post, amei suas palavras, senti seu coração nas palavras. Sábias palavras da sua professora, que bom que você está e é feliz. Que Deus reserve grandes e boas coisas pra você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s